O drama de 15 anos do casal Sebastião e Lucélia teve um ponto final no dia 05 de julho de 2019, data em que entregaram na Defensoria Pública de Santa Catarina, em São José, toda a documentação para ajuizar a ação que resultaria em uma nova vida ao casal.   

Foram 15 anos de espera na fila do SUS por uma cirurgia para colocar uma prótese no quadril direito.

Por intervenção da Defensoria Pública de Santa Catarina, o casal comemora um final feliz a sua história. No dia 09 de julho, dona Lucélia conseguiu recuperar a qualidade e a dignidade de vida. Sem esconder a emoção, seu Sebastião conta que quando chegou para entregar a documentação solicitada pela defensora pública Sharon Simões, ouviu as palavras que lhe tranquilizaram. “Ela me garantiu que iriamos receber uma ligação ainda na sexta, às 17hs informando a respeito da cirurgia”, conta emocionado. Ele falou que às 16h45min o telefone tocou com a boa notícia. 

A espera finalmente acabou. E na terça dia 9, dona Lucélia foi  operada no Hospital Regional de São José.       

“ Só gratidão pela vida recuperada”, disse seu Sebastião Fernandes.

Situação como do casal Fernandes, da área cível e da família, correspondem a 65% das demandas da Instituição.

A Defensoria Pública de Santa Catarina fechou  2018 com mais de 364 mil atos, que são os atendimentos, as petições, as audiências, as conciliações, entre outros. Segundo o Relatório de Estatísticas e Produtividade, elaborado pela Corregedoria-Geral da Defensoria Pública do Estado, só nos três primeiros meses de 2019 foram praticados mais de 138 mil atos. 

Valquiria Guimarães

Assessoria de Comunicação

Defensoria Pública de Santa Catarina  

 

20190712 155830