Pelo menos 352 pessoas que atualmente estão em regime semiaberto nas unidades prisionais de Santa Catarina cumprirão o restante de suas condenações em prisão domiciliar com tornozeleira eletrônica. Outras 150 pessoas tiveram antecipados o direito ao regime aberto, totalizando 502 processos reavaliados. A medida é resultado de uma ação realizada pela 8° força estadual da Defensoria Pública de Santa Catarina entre os meses de julho e outubro deste ano.No entanto, apesar de os pedidos terem sido feitos, a decisão final em atendê-los cabe aos juízes...Leia a matéria completa 

 

banner namidia defensoria santa catarina